Escolhas.

Publicado: 5 de outubro de 2010 em Sem categoria

E agora?

Muitas vezes fazemos muitos planos e o nosso coração se enche de expectativas. Nós começamos a nos mover em direção a esses planos, entretanto, esqueçemos de perguntar se são os mesmos planos do Senhor. Não demora muito e estamos logo metendo os pés pelas mãos. Já sem esperanças que aquela situação seja a melhor para nós, nos voltamos para o Senhor, e dizemos: E agora? O que faço? O que queres de mim Senhor?

Repetidas vezes só chegamos a essa conclusão quando já nos machucamos por demais ou quando já envolvemos os outros em nossas erradas escolhas.

Tudo isso poderia ser evitado se antes consultassemos o Senhor.

Toda dor e sofrimento da escolha errada poderia não ter encontrado morada em nós, se antes estivessemos buscado à Ele.

Mas para aqueles, como eu, que já passaram ou passam por esse momento, tenho uma esperançosa palavra: Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor. (proverbios 19:21) ,ou ainda, Ao homem pertencem os planos do coração, mas do Senhor vem a resposta da língua. (Provérbios 16:1)

Glórias a Deus que isso acontece, o que prevalece é o propósito do Senhor e não o nosso, pois só assim podemos rever e reverter o quadro de nossa vida e viver o que o Senhor tem para nós.

Só uma dica, antes de qualquer decisão, consulte ao Senhor!!!

Com amor:

Regina e alexandre


Por Regina Celi

Anúncios

Cristo ou Barrabás ?

Publicado: 28 de setembro de 2010 em Sem categoria

Cristo ou Barrabás?

Para melhor entender esta mensagem, quero que você leia Mateus 27.1-26


Neste domingo dia 03 de Outubro de 2010, poderemos realizar um sonho de ter termos uma presidenta cristã, alguém que governe o nosso país com o temor do Senhor ou estaremos à beira de um pesadelo.
Quero que você se sinta responsável pelo seu voto!

Mateus 27.1,2
“Ao romper o dia, todos principais sacerdotes e os anciãos do povo entraram em conselho contra Jesus, para o matarem; e, amarrando-o, levaram-no e o entregaram ao governador Pilatos.
Neste texto podemos ver claramente a política daquela época sendo praticada. Jesus foi levado ao governador para ser julgado.
Hoje podemos fazer isso novamente com Jesus, condenando os seus princípios, que são norteadores para vida de todo ser humano.
O que é a política? Podemos dizer resumidamente que é a arte de governar. A política interfere com todos os aspectos da sociedade: economia, saúde, transporte, salário, emprego, alimentação, preço da escola de seu filho, preço da passagem de ônibus e até começar ou não uma guerra.

Mateus 27.17,20
“Estando, pois, o povo reunido, perguntou-lhes Pilatos: A quem quereis que eu vos solte, a Barrabás ou a Jesus, chamado Cristo? Mas os principais sacerdotes e os anciãos persuadiram o povo para que pedisse Barrabás e fizesse morrer Jesus.”
Sabemos que o cordeiro de Deus teria que morrer na cruz, pois já existia um plano maravilhoso de redenção feito por Deus. Porém a maneira como se deu o ato foi algo interessante. O povo decidiu por Barrabás e a morte de Jesus, sendo influenciados pelos fariseus e anciãos, Mas isso não tira a responsabilidade do povo, apenas os tornam cúmplices da condenação e morte de Jesus.
Será que hoje poderá ser diferente?
Será que você não está sendo influenciado a votar contra Jesus e seus princípios?
Será que você se tornará cúmplice do aborto?

Ou da lei da mordaça?

Omissão também é pecado! Não perca a oportunidade de exercer o seu poder de votar em alguém que é servo de Deus (justo), por que através dele o Senhor exercerá justiça para todos.

Salmo 1.
“Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, que não se detém no caminho dos pecadores e nem se assenta na mesa dos escarnecedores. Antes o seu prazer está na lei do Senhor e na sua lei medita de dia e de noite.”

Quando um justo reina, Deus reina nele, e toda a nação é abençoada.

O salmo 2 fala sobre o reinado do ungido de Deus.
Temos tantos exemplos na bíblia de grandes governantes justos como: José, Moises, Davi…

Podemos eleger e dar o governo de nosso país ao Senhor Jesus.
Vamos fazer a nossa parte!
Influencie para o bem! e o bem de todos.
Na política há três tipos de pessoas.
O alienado: Este não sabe e não quer saber de nada.
O Conscientizado: Este tem consciência mas não influencia, é um pouco individualista.
O engajado: Este defende sua posição e luta para o bem comum, pois acredita em um ideal.

Eu desejo e oro para que você seja um engajado na causa de Deus.
Pelo poder do Espírito Santo
Seu irmão Berg.

Existe uma razão.

Publicado: 22 de setembro de 2010 em Sem categoria

“Nada sai errado nesta vida. O que acontece, acontece por uma razão”.
 
 
 
 
 
EXISTE UMA RAZÃO
 
Quando eventos não saem como você planejou, existe uma razão. Quando você não alcançou os resultados desejados, existe uma razão. E porque existe uma razão para que as coisas sejam como são é que existe uma maneira de mudá-las. Para alcançar um resultado diferente, simplesmente é requerida uma causa diferente.

Em vez de assumir que o mundo todo está injustamente conspirando contra você, procure entender a causa do seu infortúnio. Uma vez que você descobriu a causa, você pode ter uma estratégia para alcançar o que você deseja alcançar.

O que você vê como problema, não veio até você para anulá-lo e fazer com que você não tenha nenhuma perspectiva futura. Busque a Deus. Nele está a completa sabedoria e solução de todo e qualquer mistério. Existe uma razão por detrás de tudo que acontece. Faça, portanto, com que essa razão venha trabalhar em seu favor.

Nélio DaSilva
Para Meditação:

“Vocês planejaram o mal contra mim, mas Deus o tornou em bem, para que hoje fosse preservada a vida de muitos’. Gênesis 50:20

Apenas crer em Deus não resolve.

Publicado: 21 de setembro de 2010 em Sem categoria

Apenas crer em Deus não resolve.

Tiago 2.19
“Crês, tu, que Deus é um só? Fazes bem.
Até os demônios crêem e tremem”.

Algumas notícias nos jornais:
Mãe mata filho por crer que ele estava cheio de demônios.
Homem bomba explode em praça pública.
Políticos agradecem a Deus pela propina.

Por apenas crer é que tantas coisas horríveis acontecem em nome do Senhor Deus.
Crer em Deus é apenas saber que Ele existe. Falo apenas por que, não causa resultados benéficos ao homem.

Por apenas crer e não conhecer a Deus é que tudo isso e muito mais está acontecendo no mundo.
Por apenas crer e não conhecer, o homem cria uma imagem de Deus, que mais se parece com ele mesmo.
Por apenas crer e não conhecer, o homem mata, rouba, comete injustiças.
Por apena crer e não conhecer, o homem deixa de fazer o bem.
Por apenas crer e não conhecer, o homem se torna omisso, não assumindo sua responsabilidade.
Por apenas crer e não conhecer, o homem culpa a Deus.
Por apenas crer e não conhecer, o homem também é Deus.

É preciso conhecer a Deus, conhecer de verdade, entender sua vontade, seus propósitos

No livro de Tiago 1.22-23
“Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.
Por que, se alguém é ouvinte da palavra e não pratica, assemelha-se ao homem que contempla no espelho, o seu próprio rosto natural; pois a se mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de sua aparência”.

Por apenas crer e conhecer e não praticar o homem não muda.

Porém há uma esperança.
No livro de Tiago 1.25
“Mas, aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar”.

Por Crer, conhecer e praticar o homem torna-se um, com Deus.

Pelo poder do Espírito Santo

Berg.

Capitalismo Selvagem

Publicado: 31 de agosto de 2010 em Sem categoria

Capitalismo + Igreja = Teologia da Prosperidade

Fique ligado

Antigamente o importante era ter, para aparecer. Hoje é parecer ter, para ser o que não é.

Vivemos neste sistema chamado capitalismo, onde quem manda é quem tem o dinheiro, ou pior, o próprio dinheiro manda em quem o tem.
Veja o que diz o dicionário de Língua Portuguesa Ruth Rocha.
Capitalismo: Sistema socioeconômico baseado na predominância do capital sobre os demais fatores de produção.
Analisando este conceito, vemos o que é o capitalismo, é um sistema socioeconômico, economia e social. É um sistema que valoriza o capital acima de tudo.
Todo sistema econômico de produção de uma nação interfere diretamente na área social.
A bíblia condena esta super valorização do dinheiro, posses e riquezas em detrimento do ser humano.
Há uma passagem na bíblica que relata algo bem semelhante, está no livro de Lucas 8.26-39.
Conta a história de um homem que vivia endemoninhado, sem roupas, sujo e violento, estava em uma situação deplorável. Jesus o cura, deixa-o livre de tudo que o atormentava. E quando as pessoas vêem aquele homem transformado, em vez de agradecer a Jesus, pedem para que Jesus vá embora de suas terras. Pois o sistema socioeconômico em que eles viviam deixou-os cegos e insensíveis ao ser humano, valorizaram mais os porcos do que a vida daquele homem.
Para Jesus pouco valia os porcos comparados à vida daquele homem.
Para aquela sociedade, valia mais os porcos que era o seu meio de produção.
Olhando para os dias atuais, me pergunto: o que mudou?
Jesus estaria feliz com este sistema desumano?
Para o capitalismo tudo tem seu preço. Qual é o seu?
No capitalismo as pessoas valem o que têm ou o que aparentam ter.
O mesmo estava acontecendo na religião daquela época. Os fariseus acreditavam que ser rico era prova de ser abençoado por Deus.
É óbvio, o homem não pode ganhar nada se não for dado por Deus. Porém tudo que ocupa o lugar de Deus é idolatria, é abominação para Deus.
Pense comigo. Se o filho de Deus foi dado em sacrifício por todos, para que você acha que servem as riquezas? Serve para ajudar, exercer justiça, abençoar, dividir, compartilhar… E tantas outras coisas maravilhosas.
Atualmente, esse farisaísmo tem se infiltrado em nossas igrejas. Com um novo nome TEOLOGIA DA PROSPERIDADE.

Ser prospero não está totalmente, e unicamente, ligado ao dinheiro ou bens e riquezas.
Ser prospero é pertencer a Deus e todas as sortes de bênçãos nos seguirão.
Saúde, felicidade, segurança, amor, carinho, amigos, família, paz, confiança, sabedoria, bondade, generosidade, respeito, alegria… Tudo isso e muito mais é ser prospero.

Ouvi uma frase de um amigo meu sobre prosperidade que é muito inteligente, diz assim:
“Prosperidade é não ter a necessidade de ter”
Fantástico eim?

Precisamos converter esse capitalismo selvagem, onde o homem é refém, ao senhorio de Deus, transformando-o em um capitalismo humanizado.
Não escolha seus amigos por marcas, títulos, aparência e dinheiro. Escolha seus amigos por amor ao ser humano, a coroa da criação, por serem imagem e semelhança de Deus, por que Jesus morreu por todos.
Uma igreja prospera não está cercada de belos tijolos, mas de misericórdia e graça.
Pense nisso!

Pelo poder do Espírito Santo
Berg.

Escolhas.

Publicado: 26 de agosto de 2010 em Sem categoria

Creio que um dos desejos mais ardentes de todos nós cristãos seja o desfrute da vida de Cristo. Não de forma superficial, artificial ou mecânica, pois Deus não nos criou como robôs, que seguem aos comandos de seu controle remoto celestial. E isto iria ferir a essência de Deus, pois Deus é amor, e o amor não impõe.

Por isso achei pertinente o uso da palavra desfrute, que segundo o dicionário Michaelis significa, sentir prazer, apreciar, pois esta é a base para o viver cristão, o prazer de termos Cristo vivendo em nós, e Cristo em nós não é imposição, mas proposição, em Deuteronômio 30.19 a palavra que é a verdade, expressa o caráter amoroso de Deus: “Neste dia chamo o céu e a terra como testemunhas contra vocês. Eu lhes dou a oportunidade de escolherem entre a vida e a morte, entre a bênção e a maldição. Escolham a vida, para que vocês e os seus descendentes vivam muitos anos”, Deus não impõe nada ao homem, pelo contrário, ele deixa diante de nós a opção de escolhermos o que vamos querer para nossa vida, mesmo nos mostrando o que é melhor para nós, ele nos tolhe o direito de fazermos nós mesmos a escolha. Foi assim no Édem, na cruscificação (Cristo ou Barrabas), e continua sendo assim até hoje.

Deus não escolhe por nós o caminho que devemos seguir, ou a quem servirmos, ele apenas indica o caminho, e nos deixa livres para decidirmos, deixando bem claro para nós, que nossas escolhas trarão conseguências eternas para nossa vida, Albert Camus certa vez disse: “A vida é a soma das nossas escolhas”.

Interessante que assitindo um filme infanto juvenil descobri, que “são as nossas escolhas, mais do que as nossas capacidades, que mostram quem realmente somos”, acho que por isso certa vez alguém disse que “a vida tem a ver com escolhas. Nós somos a soma delas. E algumas delas não é feita por nós. Você não pode escolher quando vai nascer. Não pode escolher onde vai nascer. Você não pode escolher a família em que vai nascer…”, mas mesmo não podendo fazer algumas escolhas, as mais importantes cabem a nós, pois podemos escolher como vamos viver aqui na terra, a quem vamos amar e servir, e também onde passaremos a eternidade, Jesus nos aponta estes caminhos, cabe a nós escolhermos.

A minha pergunta nesta pequena reflexão é: que tipo de escolhas você tem feito? aonde suas escolhas te levarão? você tem calculado os riscos de suas escolhas? Que no nome do Senhor, aquele que nos ama, e por isso nos mostra o caminho da vida, você possa levar a sério as suas escolhas, sabendo que elas poderão definir o seu futuro na eternidade.
“Eu lhes dou a oportunidade de escolherem entre a vida e a morte, entre a bênção e a maldição. Escolham a vida, para que vocês e os seus descendentes vivam muitos anos”. Deus

“Você faz suas escolhas e suas escolhas fazem você!”
Steve Beckman

No amor de Cristo, vosso servo,
Pr. Paulo Ortencio Filho.

Qual a sua base?

Publicado: 24 de agosto de 2010 em Sem categoria

Firmado na rocha

A Base

Tantas são as informações que recebemos e que nos cercam. Então como viver em meio a esta loucura do sistema, da sociedade que está cada dia mais longe de Deus?
Creio que o problema ou solução esteja no receptor e não no emissor da mensagem. Se este receptor estiver bem embasado saberá administrar bem as informações.
Analisando tudo e retendo o que é bom, pois o que é bom nos leva ao crescimento.

É preciso saber quem somos em Deus, redescobrir nossa identidade.
A bíblia fala do relacionamento do homem com Deus, porém ela é mais importante para nós do que para Deus! Deus não precisa da bíblia.
A bíblia nos mostra quem somos verdadeiramente, nos mostra nossa origem e nosso fim, nos deixa conscientes do que somos capazes de fazer quando estamos longe de Deus. Ela fala de nossa natureza e mostra a cura, o caminho, para uma vida abundante.
A nossa BASE é Jesus.
Exemplo:Em uma caixinha de música, damos corda e a peça que fica encima começa a dançar, geralmente é uma bailarina. A BASE da bailarina é a caixinha de música, na BASE ela ganha vida, ganha movimento. Sem a caixinha, fora da sua BASE, a bailarina é morta, sem movimento. Assim somos nós sem Jesus, não há vida fora dEle.

O apóstolo Paulo fala no livro de Romanos a partir do capítulo 12 sobre a nova vida.
No versículo 1, ele fala da renovação de nossa mente… Tudo começa na mente, na maneira em que pesamos a respeito dos outras, das coisas e de nós mesmos. Para que só então experimentemos a boa, perfeita e agradável vontade de Deus. No Versículo 2 ele pede para que não nos conformemos e sim para que transformemos. E no versículo 3 ele diz que não podemos pensar nem mais nem menos de nós mesmos, antes pensemos com moderação, equilíbrio, sensatez.
Toda a seqüência é maravilhosa… Mas tenho este trecho como BASE de mudança de vida. Ele nos ensina a pensar em novidade de vida, e quando nosso pensamento muda, automaticamente muda o nosso modo de agir e viver.
E vale ressaltar que, muitos cristãos vivem sobre o julgo do pensar menos de se mesmos, ou pensar mais de se mesmos. São extremos e todo extremo é perigoso. Paulo sabe o quanto isso é prejudicial para a vida cristã.
É necessário saber quem somos. Estar embasado naquilo que a palavra de Deus diz que somos.
É fato, de que cada vez que conhecemos o coração de nosso Deus, através da vida de Jesus (a palavra viva), nos conhecemos e enxergamos as nossas mazelas, nossas feridas, e de quanto precisamos de Jesus, de quanto somos gratos a Ele e por Ele.
Porém é preciso saber que Jesus é a BASE, é rocha firme, inabalável, e que não há nada que possa nos abalar por que estamos nEle.
Nada pode nos tirar dEle, pois o pecado deixou de ser um estado e passou a ser uma conseqüência para aqueles que se renderam a Cristo.
Por Ele somos perdoados, justificados e glorificados.
Por que dEle e por Ele e para Ele são todas as coisas.

Pelo poder do Espírito Santo
Berg.